COMPARTILHAR

O Razer Nabu Watch foi um dos smartwatch anunciados pela Razer, que mais a minha atenção chamou. Devido a sua construção, e aparência gamer e robusta, do género G-Shock. Quando vi a nova edição Razer Nabu Watch Forged Edition, ainda mais apaixonado fiquei.

Anunciado pela primeira vez no início de 2016, a promessa de um smartwatch desenhado por Gamers, a pensar em Gamers, é bastante interessante. No entanto, existem alguns pontos negativos que, fazem com que o Nabu Watch deixe um pouco a desejar.

Antes de mais, vamos falar das diferenças que existem entre o modelo original e a edição Forged: praticamente nenhumas. A versão original tem os botões do relógio rodeados por um tom verde, já a versão Forged Edition, tem um prateado à volta. Pessoalmente gosto muito mais dele assim. Discreto e mais elegante, ao meu ver. Existe uma diferença de cerca de 50 euros entre os dois modelos, e tudo resume-se ao acabamento mais duradouro, com os botões feitos em aço inoxidável. O restante é igual.

O Razer Nabu Watch Forged Edition vem numa embalagem bastante bonita, e ainda tenho a caixa dele guardada, por achar tão fantástico o modo como a Razer preparou a sua embalagem. Ao agarrar o Razer Nabu Watch Forged Edition, sentimos de imediato à sua construção Premium, desde a pulseira ao display, botões, enfim, tudo o que o constitui. O Nabu Watch é também resistente à água e ao choque, até 50 metros e 5 metros.

Um dos aspectos que, para mim, o torna tão fantástico é o facto de ter duas componentes separadas nele. A componente relógio digital, tradicional, e a componente smartwatch. O que quero dizer com isso é que, houve alturas em que fiquei sem bateria e ainda assim, pude levar o Nabu Watch comigo.

Apesar de ficar sem a componente smartwatch, o relógio continua a trabalhar e posso andar com ele, normalmente. Anteriormente, o meu smartwatch preferido e que utilizava diariamente, era o Samsung Gear S2. Um excelente smarwatch mas que pecava muito pela sua curta bateria. Foram muitos os casos que tive de o deixar em casa, por me esquecer de o carregar. Logo, esta foi uma característica que destacou de imediato o Nabu Watch.

O que me leva a falar da bateria. Simplesmente espetacular. Cheguei a ter o Nabu Watch, emparelhado 24h por dia com o meu smartphone, a receber várias notificações diariamente, e ele durou-me uma semana inteira. Estranhei no início, não estava habituado á tal coisa.

Razer Nabu Watch Forged Edition

O Nabu watch funciona emparelhado via Bluetooth e através da aplicação Nabu da Razer. E é aqui que entra o ponto negativo do relógio. A aplicação, principalmente desde a primeira vez que a utilizei, com a banda fitness Nabu, mantém-se inalterada e muito vazia. Não há nada que nos faça entrar na app e associar ela ao universo Gamer. As opções são extremamente limitadas ou escassas. Existe sim a componente de sincronização de dados, com as calorias queimadas, passos dados, tempo de sono, tempo ativo, e objetivos para tudo isso, mas nada mais.

O modo de apresentação das notificações é interessante e discreto, o Nabu Watch é capaz de reproduzir notificações para praticamente todas as aplicações mais populares. Outras, como o WhatsApp por exemplo, funciona também, sendo que a única coisa negativa que me acontece é o facto de não conseguir visualizar os emojis. Aparecem com caracteres esquisitos.

Tirando o aplicativo, que realmente continua a não fazer com que a Razer se destaque da concorrência, sendo que aqui poderiam associar sincronizações com jogos que temos associados por exemplo a plataforma  zVault, o smartWatch é simplesmente espetacular! Muito bem construído, resistente, elegante e extremamente confortável!

Deixe um comentário

avatar